Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Quais tendências podemos esperar este ano?

Publicado em 26 de Jan de 2018 por Redação |COMENTE

Saiba qual caminho seguir em 2018



Texto: Gustavo Caetano | Fotos: Istockphoto.com | Adaptação Web: Rodrigo Sodré

Para você, qual foi a grande novidade de 2017? Se você achar que essa é uma pergunta bem generalista, sujeita a milhares de interpretações, vai ver que este foi um bom ano para diversos segmentos. Aqui vou focar um que ganhou muito destaque e relevância no ano velho: os vídeos on-line.

No fim de 2016, o Netflix reinava disparadamente e eram poucas as pessoas que, no Brasil, consumiam conteúdos de outras plataformas de streaming. Este ano, a série The Handsmaid’s Tale, produção original da plataforma Hulu, foi uma das responsáveis por apresentar outros canais e despertar o interesse das pessoas neles.

Esse foi o momento de mostrar que existe, sim, conteúdo relevante e bem produzido para além da Netflix. Esse movimento aconteceu em um momento bem propício: as pessoas estão mais dispostas a consumir conteúdo de nicho. Já tem um tempo que a TV aberta não dita as regras quanto ao tipo de conteúdo que a audiência vai consumir. Hoje a ordem é: você assiste ao que quiser, quando quiser, onde quiser, por meio da plataforma que preferir.

Esse novo modelo impactou, também, a publicidade. Na TV, mais alcançava quem anunciava no horário nobre da Rede Globo. Agora, quem tem uma boa segmentação, por exemplo, performa muito bem na internet e ainda alcança um público bem definido e que, de fato, tem interesse em adquirir o produto ou serviço que está sendo vendido. Se em pouco tempo redefinimos diversos padrões relacionados a segmentos tradicionais, como o da publicidade e do entretenimento, o que será que podemos esperar para os próximos anos?

Bem, prever tendências a longo prazo é algo bem difícil, mas, se eu pudesse apostar em uma, não tenho dúvidas de que seria que o conteúdo vai continuar mudando a forma de as marcas e pessoas se comunicarem e conduzirem seus negócios. A tríade raridade, qualidade e relevância nunca fez tanto sentido senão no momento que vivemos. As pessoas querem consumir conteúdo relevante e elas só precisam de quem o forneça.

Se você tem alguma empresa que investe em conteúdo – para mim, hoje, toda empresa deve ser uma produtora de conteúdo –, eu sugiro que você comece a inovar nos formatos de produção. Tem um blog? Então por que não transformar esse conteúdo em vídeo? Os vídeos são o futuro da comunicação e se você já garante um bom conteúdo, as suas chances de sucesso serão ainda maiores. Pense nisso.


COMENTE