Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

O Uber das reformas com preço acessível

Publicado em 12 de Jan de 2018 por Redação |COMENTE

Empresa capacita profissionais e oferece serviços na área de construção por meio de uma plataforma



Texto: Aline Feltrin | Fotos: Gilaxia, Istockphoto.com | Adaptação Web: Rodrigo Sodré 

Uma pesquisa de mercado do Grupo Rezenda com cogestão da empresa Leroy Merlin e apoio da Eucatex e Pincéis Atlas, realizada em 2015, mostrou que o mercado nacional de reformas movimenta R$83 bilhões por ano em todo o País, sendo R$6 bilhões somente em São Paulo. Os valores compreendem gastos com mão de obra e consumo de produtos de acabamento.

De olho nesse volume promissor de negócios, os empresários Mariane Cunha e Márcio Gionco decidiram lançar no mercado em 2017 a empresa Mestres da Reforma. A proposta é atuar em duas frentes: formar profissionais especializados por meio do oferecimento de cursos que os preparem para serviços de alta demanda e oferecer aos clientes esta mão de obra especializada.

SIMPLES ASSIM

A ideia de abrir a empresa surgiu da experiência anterior dos sócios, que juntos já haviam criado alguns anos antes a AH! SIM, cuja proposta era simplificar o processo de reforma e decoração de imóveis ao cuidar de toda a reforma, desde a compra dos materiais de construção, móveis, eletrodomésticos e eletrônicos até o acompanhamento de todas as fases da obra.

Com experiência em uma construtora e incorporadora, Mariane percebeu então um nicho não atendido e resolveu criar essa nova plataforma. “Temos um grande número de prestadores de serviços no Brasil, mas nada que reunisse todos os serviços em um único lugar com um interlocutor na coordenação”, explica.

Contudo, desta vez, com o Mestres da Reforma, os empresários pretendem dispor de uma solução mais completa, com oferecimento de mão de obra especializada. A empresa pode até ser comparada com o Uber das reformas. Isso porque os clientes têm à disposição um portfólio de profissionais para escolher por meio de um site para contratação e cotação de serviços.

COMO FUNCIONA

Para fazer parte do banco de profissionais do site é preciso cumprir um curso de três meses. O conteúdo oferecido são matérias técnicas que habilitam a fazer obras e reparos, assim como lições de ética, cidadania, postura profissional, atendimento, relacionamento, negociação com o cliente, inclusão digital, qualidade e sustentabilidade. “Também estamos estudando a possibilidade de alunos formados em outros cursos a fazerem um teste e participarem da plataforma de serviços, se aprovados”, afirma Mariane Cunha.

Entre os conteúdos oferecidos pela empresa, o curso Mestre da Reforma é feito presencialmente e habilita o candidato a atuar em alvenaria, elétrica, hidráulica, pintura, instalações e revestimentos. “Estas disciplinas cobrem a maioria das demandas dos clientes”, conta Mariane.

Além do site para contratação dos serviços, a empresa disponibiliza aos profissionais cadastrados um aplicativo que serve para enviar mensagens e imagens para a plataforma com objetivo de acompanhar os serviços e consultar informações, como agenda, mapa, tirar dúvidas que o profissional possa ter durante o trabalho ou até para conectar o cliente final.

VAI ALÉM DE UM UBER

Mariane concorda que sua empresa pode ser comparada ao Uber do setor de reformas, contudo, acredita que seu serviço vai além. “A plataforma apresenta o cliente a um profissional que foi qualificado, mas também acompanha os serviços de forma digital. Quem acompanha são os profissionais e técnicos especializados nos serviços. Dessa forma, o usuário tem garantia de uma boa experiência e a pronta intervenção da plataforma se a obra não estiver saindo a contento”, pontua.

De acordo com ela, isso é melhor e diferente do que outros catálogos que só apresentam o serviço. “Mas outro ponto semelhante ao Uber é que os profissionais que se qualificam e atuam na plataforma passam a ter renda e independência”, conta.

Já em funcionamento em modelo piloto, a ferramenta conta com três turmas em formação. Para dar vida à ideia, seus sócios investiram R$1 milhão com recursos próprios, de investidores e parceiros.

Este valor está sendo utilizado para instalação de centros de formação, custeio de bolsas para alguns alunos, infraestrutura de atendimento, comunicação e marketing. “A nossa expectativa é que no primeiro ano cerca de 600 profissionais sejam capacitados”, diz a empresária. Com isso, a ideia é que também nesse período haja transações na casa dos R$9 milhões. 

Para atrair os consumidores, a estratégia é divulgar serviços com preço justo, prezar pela qualidade com profissionais qualificados. O público-alvo da empresa são pessoas que desejam fazer reformas a preços acessíveis com serviço de boa qualidade em regiões urbanas.


COMENTE